segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Comentário sobre o livro

Fique muito lisonjeada com as palavras do meu primo Pablo Falcão em seu blog Sobre âncoras e espelhos d'água, acerca do livro. É muito bom, para quem escreve, receber um retorno dos leitores. Entendo que o lançamento de um livro não pode ser apenas um momento festivo. É muito mais do que isso: é o momento em que o autor coloca para o público as suas ideias, abrindo a possibilidade de diálogo e de críticas. Escrever é, para mim, um compromisso. Penso que é preciso ter responsabilidade sobre o que se escreve, já que escrever é uma forma falar. Toda fala é endereçada a alguém, mesmo que esse alguém seja uma abstração, uma alteridade desconhecida. Há, portanto, um "recado" a ser dado.
Há quem ache interessante afirmar que tal autor não tem qualquer preocupação em ser didático: o que ele quer é falar. Tudo bem, escolha dele. Mas eu não penso assim. Como educadora, tenho consciência de que a escrita é uma forma de comunicação e, nessa qualidade, pressupõe um receptor que realmente venha a receber a mensagem. Reconheço, é claro, que há momentos em que essa mensagem realmente não chega, sobretudo se a leitura já é influenciada por perspectivas teóricas ou ideológicas. Mas a questão aí é do leitor. O autor fez a sua parte.
É isso. Visitem o blog do Pablo. Garanto que nunca viram nada mais pós-moderno.

2 comentários:

Pablo Falcão disse...

kkk adorei o pós-moderno kkk manda o link pra Ruth, ok? Uma professora deixou um coments no meu blog e o link do dela, achei interessante e repasso para vc.

http://www.silnunesprof.blogspot.com/

Ginha disse...

Oi Elaine,
Pós-moderno ou não, a verdade é que Pablo fez um belíssimo comentário.
Grande bjo